Quadro de Comando de Máquinas

20130830_112302 - Cópia

Um Quadro de Comando de Máquinas, ou Quadro de Automação, é uma caixa ou quadro de metal que aloca todos os disjuntores, interruptores, temporizadores, reles, CLPs e dispositivos utilizados para o controle de um sistema elétrico de máquinas e equipamentos industriais. Importante notar que enquanto que um painel elétrico pode ter a função tanto de distribuir a energia quanto de controlar um sistema, o painel de comando tem o objetivo de comandar ou realizar o controle do sistema.

O painel de comando elétrico é projetado e utilizado ​​para controlar equipamentos mecânicos sendo que cada painel de comando é projetado para um arranjo específico de equipamentos podendo incluir dispositivos específicos que permitem que um operador controle um determinado equipamento.

Portanto, é correto dizer que os componentes do painel elétrico é que controlam cada equipamento instalado e ligado ao painel de comando. É difícil descrever todas as combinações possíveis que podem haver em um painel de comando porque diferentes processos e setores industriais na maioria das empresas são diferentes e por este motivo cada painel de comando possui um projeto único.

Caso sua indústria precise projetar um painel de comando, precisa começar por estudar o processo e a máquina (como vai operar, o que tem que estar ligado ou desligado e quando é importante e seguro operar o equipamento). Comece com o básico e construa a partir daí um painel de comando que atenda às necessidades do processo industrial da sua empresa. Abaixo a B.A.T Serviços em Eletricidade listou alguns dos dispositivos mais utilizados em um painel de comando:

  • Transformador de Comando: É utilizado em um painel de comando para converter uma tensão CA em outra tensão CA. Mais popularmente um transformador converte tensões de 440V ou 380V em 220V/110V. Podem ser usados ainda para converter 220V em 220V apenas funcionando como um isolador entre o circuito do painel de comando e a rede de energia.
  • CLP (Controlador Lógico Programável): É considerado o cérebro do painel de comando. Ele é capaz de ler entradas e a partir disso executar lógicas e comandos para operar as saídas e com isto comandar dispositivos em campo.
  • Fonte de Alimentação CC ou Fonte 24Vcc: Assim como o transformador converte uma tensão CA em outra CA, a fonte de alimentação tem a função de converter a tensão CA (em 110V ou 220V) em 24Vcc (tensão e corrente contínua). Esta tensão é necessária para alimentar os CLPs e dispositivos de controle. Usando 24 Vcc como tensão de controle, os fabricantes podem aumentar a confiabilidade e uma razão para isso é que uma fonte de alimentação opera com circuitos limitadores para proteção contra curtos-circuitos. No caso de um curto, ela simplesmente desliga. Dessa forma, ela elimina a necessidade de fusíveis e perda de tempo necessário para substituí-los. Além disso, a tensão de 24 Vcc tem maior capacidade de condução, permitindo que os dispositivos de controle sobrevivam melhor às quedas de tensão.
  • Switch Industrial Ethernet: Assim como o Switch Ethernet que você provavelmente tem em sua casa, muitos painéis de controle possuem um switch industrial Ethernet para conexão de CLPs e IHMs em rede de sistemas de informação e software supervisório.
  • Disjuntor: O Disjuntor protege as cargas em caso de curto circuito ou sobrecargas elétricas.
  • Chave Seccionadora Geral: A chave seccionadora normalmente desconectará toda a energia elétrica do painel de comando. Geralmente, ela possui uma haste que conecta com uma manopla na porta do painel de comando.
  • Canaletas: As canaletas geralmente são alocadas no perímetro da placa de montagem do painel de comando e entre filas dos componentes elétricos e sua função e alojar os fios que interconectam os componentes elétricos.
  • Bornes: Os bornes são pontos de conexão de fios com a função de juntar 2 ou mais fios. Alguns bornes são para realizar conexões internas (Ex.: Conectar Tensão 24V aos Reles) e outras são para conectar componentes de campo aos sistemas de controle (Ex.: Conectar Sensores aos CLPs). 
  • Fusíveis: Os Fusíveis, assim como os disjuntores, protegem as cargas contra sobrecorrentes pois eles têm a função de romper o filamento interno quando submetido a uma corrente maior do que ele suporta. Por ele romper o filamento, uma vez atuado, não é possível reaproveitar este dispositivo, necessitando assim de uma substituição do mesmo. Isso não significa que os disjuntores sejam melhores por conta de serem rearmados quando desarmam ou atuam. Cada um tem uma função própria e seu devido lugar em um painel de comando.
  • Relé: Um relé é um interruptor operado eletronicamente ou magneticamente. O seu funcionamento é simples. Uma energia é aplicada à bobina que cria um campo magnético que alterna os contatos do relé que por sua vez podem ser utilizados para comandar algum circuito.
  • Trilho DIN:  É um trilho de metal que permite a montagem da maioria dos componentes de controle industrial. Tem esse nome por ser o Deutsches Institut für Normung o responsável por publicar as especificações originais do mesmo.
  • Rele Térmico ou de Sobrecarga: Um rele térmico ou de sobrecarga protege as cargas, geralmente os motores elétricos para que os mesmos não trabalhem em sobrecorrente. Sabe-se que se um motor elétrico operar em sobrecarga, a corrente dele aumentará ocasionando maior aquecimento e risco de danificar o motor elétrico. Assim, o rele térmico monitora as 3 fases que alimentam o motor e caso o motor elétrico comece a operar em sobrecarga, o rele atua fazendo com que o circuito de comando desligue o motor elétrico.
  • Contator: Um contator é o mesmo que um rele. No entanto, ele se diferencia do rele por possuir tamanho maior, possuir 3 polos e ser aplicado no comando de motores elétricos.
  • Bornes de aterramento terminais: Um borne de aterramento é utilizado para aterrar os dispositivos do painel de comando sendo que este borne geralmente é aterrado internamente ao painel. Eles possuem as cores verdes/amarela, sendo de fácil identificação dentro do painel de comando.

A B.A.T Serviços em Eletricidade é especialista na montagem de Quadros de Comando de Máquinas. Temos uma equipe de Engenheiros Eletricistas que fazem o projeto dos Quadros de Comando de Máquinas, sempre em conformidade com as normas técnicas NBR5410, NR-10 e NR-12. Fazemos também a ART do Projeto junto ao CREA.

Realizamos a montagem de Quadros de Comando de Máquinas com componentes de primeira linha atendendo a todas as normas aplicáveis a sistemas de baixa tensão. 

Para saber mais sobre Quadros de Comando de Máquinas e fazer o seu orçamento, entre em contato conosco e conheça os nossos serviços e soluções.

Precisa de um Orçamento?

Entre em contato com nossa equipe técnica e peça já seu orçamento! Logo um Consultor Técnico entrará em contato. Será um prazer atendê-lo.

Olá! Nós utilizamos cookies para analisar e personalizar conteúdos e anúncios em nossa plataforma e em serviços de terceiros. Ao navegar em nosso site, você nos autoriza a coletar e usar essas informações.