Dados – Matriz Energética

Matriz Energética

A participação dos combustíveis fósseis na matriz energética mundial vem sendo objeto das mais elevadas preocupações ambientais. É nesse contexto que o Brasil, detentor de uma das matrizes mais limpas do mundo, pode e deve contribuir e, mais do que isso, monetizar uma experiência indubitavelmente de vanguarda no uso de renováveis. Vale a pena observar, nos gráficos dinâmicos abaixo, a evolução da contribuição das energias renováveis no Brasil e no mundo.

Matriz Energética Brasileira (BP Statistical Review 2020)

Desde a década de 70 o Brasil vem investindo consistentemente em energias renováveis. Tal esforço que lhe rendeu uma das matrizes energéticas mais limpas do planeta. Enquanto o mundo tem, em média, 84% de energia primária gerada por fontes fósseis, o Brasil tem 43% do seu mix energético gerado por fontes renováveis. Em plena era de grande movimento pelo controle das emissões de GEE (gases efeito estufa), a experiência brasileira com os biocombustíveis e com a coordenação do suprimento de energia a partir de diversas fontes, priorizando as de menor custo no momento, merece ser difundida e monetizada em benefício do país.

Matriz Energética Mundial (BP Statistical Review 2020)

Os energéticos de origem fóssil como petróleo, carvão e gás natural, atualmente predominam na matriz energética global e são grandes emissores de GEE. Portanto, a transição energética mundial urge pelo aumento da participação das renováveis, redução do uso do carvão e utilização do gás natural como combustível de transição por se tratar de um combustível fóssil menos poluente e importante para a segurança energética. O carvão ainda tem uma participação expressiva para um momento de transição como o atual.

Fonte: Site FGV Energia

Olá! Nós utilizamos cookies para analisar e personalizar conteúdos e anúncios em nossa plataforma e em serviços de terceiros. Ao navegar em nosso site, você nos autoriza a coletar e usar essas informações.